Conheça as diferentes abordagens da psicoterapia

Conheça as diferentes abordagens da psicoterapia

Se você está procurando por um psicólogo para iniciar suas sessões de terapia, este é um grande passo que você está dando. Sua saúde mental, seus sentimentos e emoções agradecem. Entretanto, antes de decidir-se por um profissional ou uma clínica, é fundamental conhecer as abordagens da psicoterapia. Diferentemente do que muita gente pode pensar, não existe apenas um tipo de atuação na área da saúde mental. E o paciente precisa escolher qual das abordagens da psicoterapia mais se encaixa com seu perfil.

O que são as abordagens da psicoterapia?

A psicologia é uma ciência muito ampla, com uma extensa área de atuação e diferentes formas de aplicação. Para cada situação ou paciente, uma prática diferente da mesma ciência pode ser indicada. A isso damos o nome de abordagens da psicoterapia, que são gêneros distintos de se praticar a psicologia.

Apesar de o foco da terapia sempre ser o paciente, e objetivo ser o seu bem-estar, existem maneiras distintas de alcançar isso. E, antes de iniciar o tratamento, o paciente precisa saber qual a abordagem que o seu terapeuta utiliza para exercer sua atividade profissional.

A importância de conhecer as abordagens da psicoterapia

O psicólogo é uma pessoa que vai te acompanhar por um longo período, e estará com você nos mais diversos momentos. Sendo assim, você precisa ter em mente que essa pessoa quais são as diferentes abordagens da psicoterapia, e escolher qual delas mais se encaixa com você.

É direito do cliente saber qual das abordagens da psicoterapia o psicólogo usa em seu trabalho. O psicólogo pode explicar qual a sua linha de trabalho, deixando claro como será a sua atuação durante as sessões. Essa explanação não somente facilita o trabalho do profissional, como alinha as expectativas do paciente.

A identificação do paciente com o profissional também é essencial. Por isso, é importante conhecer a abordagem utilizada pelo psicólogo e as suas técnicas terapêuticas.

Conheça as abordagens da psicoterapia

Algumas das principais abordagens da psicoterapia são:

  • Terapia Cognitivo Comportamental – TCC
  • Psicanálise – de Freud, Lacan e Teoria de Winnicott
  • Behavorismo
  • Psicologia Humanista
  • Psicologia Analítica Junguiana

Além destas, há ainda outras abordagens da psicoterapia, como a Psicodinâmica, a Fenomenologia e a Gestalt-Terapia. Porém, vamos focar na explicação mais detalhada destas quatro escolas da psicologia.

Terapia Cognitivo Comportamental – TCC

Uma das principais e mais conhecidas abordagens da psicoterapia é a Terapia Cognitivo Comportamental. Também conhecida como TCC, essa abordagem psicológica foi criada pelo neurologista e psiquiatra Aaron Beck.

Para o seu desenvolvimento, Beck estudou  a influência da cognição sobre as emoções e os comportamentos do ser humano. A cognição aqui é compreendida como os pensamentos e as percepções de mundo do indivíduo. Segundo essa escola, a cognição influencia no desenvolvimento de transtornos nos pacientes, sendo esse o foco do tratamento.

A Terapia Cognitivo Comportamental é indicada para o tratamento de diversas doenças psiquiátricas e transtornos. Ansiedade, pânico e depressão são algumas delas. A Terapia da Ativação Comportamental é uma das estratégias utilizadas pela TCC para o combate à depressão.

Psicanálise – de Freud, Lacan e Teoria de Winnicott

Uma das abordagens da psicoterapia mais famosas é a psicanálise, que tem diferentes subdivisões dentro dela. Essas classificações se dão por conta dos seus criadores, sendo o mais expoente deles o famoso psicanalista Sigmund Freud

A psicanálise é considerada a primeira escola da psicoterapia, e tem como principais conceitos: ID, ego, superego, recalque e sublimação. A psicanálise trabalha para que o paciente tenha consciência de padrões de pensamentos e comportamentos anteriormente inconscientes.

Ampliando os estudos de Freud, o psicanalista francês Jacques Lacan aliou a abordagem freudiana à filosofia e linguística. A psicanálise lacaniana afirma que para entender o ser humano, seu inconsciente e o psiquismo, é preciso conhecer a sua linguagem, Portanto, para Lacan, a linguística torna-se o principal instrumento de sua teoria.

Criada por Donald Winnicott, essa abordagem parte da premissa de que a psique não é natural, mas que se forma. Essa estrutura vai se constituindo a partir da elaboração imaginativa do corpo e de suas funções. Para a Teoria de Winnicott, o ser humano tem potencial para a integração.

Behaviorismo

Outra importante abordagem psicológica é o Behaviorismo, fundado por B. F. Skinner. Essa escola defende as relações funcionais como premissa de nossas ações. Essas relações são as seguintes: estímulo antecedente – resposta comportamental – consequência.

O Behaviorismo afirma que o ambiente em que estamos inseridos altera o comportamento humano. Neste sentido, a terapia comportamental avalia as necessidades do paciente e propõe técnicas que o ajudem a modificar seus padrões de ação.

Psicologia Humanista 

A abordagem humanista é aplicada no sentido de humanizar o aparelho psíquico do paciente. Essa teoria é contrária ao Behaviorismo, já que exclui a possibilidade de o comportamento do homem ser modificado pelo ambiente.

Essa abordagem parte dos estudos de Abraham Maslow e Carl Rogers, que defendem o livre-arbítrio Para os adeptos desta linha de pensamento, o ser humano possui a consciência do mundo que o cerca. Para Maslow, o ser humano é dotado de poder criativo, e por isso está em constante busca de se auto-desenvolver. 

A famosa ferramenta conhecida como Pirâmide de Maslow é utilizada até hoje nos mais diferentes contextos. Psicologia, desenvolvimento pessoal, marketing, vendas e outras profissões lançam mão dela para suas atividades.

Psicologia Analítica Junguiana

Por fim, chegamos à Psicologia Analítica Junguiana, que foi criada por Carl Gustav Jung. Apesar de também ser psicanalista, Jung tem considerações diferentes da escola Freudiana.

Para Jung, o inconsciente é trabalhado a partir do sonho, que é sua análise personificada. Ele acreditava que os sonhos nos faziam viver narrativas e personagens criados por nós mesmos. A técnica da imaginação ativa, utilizada por esta escola, estimula o paciente a aprender a liberar suas fantasias. Além disso, ela é usada para fazer com que o paciente conheça os outros personagens que habitam em sua mente.

Agora que você já conhece as diferentes abordagens da psicoterapia, é hora de analisar qual delas é a indicada para você. Converse com o seu psicólogo, e saiba exatamente o que esperar de suas sessões. 

Publicado por marianemenegatti

Psicóloga graduada desde 2010 pela Universidade São Francisco – USF. Pós Graduada em Gerontologia Social pela Anhanguera Educacional e Pós Graduanda em MBA em Inovação e Empreendedorismo. Ampla experiência na área Social, atuando como técnica em Entidades Assisenciais desde 2010. Psicóloga Clínica com abordagem Cognitivo Comportamental. Palestrante. Sócio-fundadora da Freestory, plataforma de histórias autorais em áudio, voltada para o público PCD, e CEO da Você Bem Online, HUB de saúde e bem estar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: